Textual description of firstImageUrl

Segurança de informações não é moda


O povo Brasileiro está mais preocupado com a segurança de informações, por isso, estão mais dispostos a usar novos tipos de pagamento para aprimorar a segurança.


Um levantamento realizado pela Mastercard no Brasil revelou que quase metade (44%) dos consumidores acredita que a proteção de suas informações financeiras é algo tão complexo quanto aprender fazer uma cirurgia no cérebro.
seguranca-de-informacoes-nao-e-moda
Apesar disso, a maioria dos entrevistados (90%) está disposto a tomar medidas necessárias para proteger suas informações financeiras e está aberto a novas tecnologias de autenticação.

Essas são algumas das análises do estudo sobre segurança e proteção realizado com consumidores no Brasil e em países como Canadá, EUA, México, Chile e Colômbia.

Apesar disso, o brasileiro não adota medidas de segurança adequadas.

Segundo o estudo, 61% dos entrevistados raramente, ou nunca, mudaram as senhas usadas para acessar contas on-line, e, a maioria (91%) acredita que os cinco minutos necessários para configurar novas tecnologias seguras e protegidas de pagamentos valem o tempo e o esforço.
Por outro lado, a pesquisa também descobriu que os consumidores brasileiros estão abertos aos novos meios de pagamento e receptivos a testar novas tecnologias.


Nove em cada dez brasileiros (90%) estão dispostos a tomar as medidas necessárias para incorporar as novas tecnologias de pagamentos, como biometria, aplicativos digitais ou meios de pagamento sem contato (contactless) e confiam que as soluções digitais móveis protegem suas informações financeiras.

A demanda por pagamentos sem contato é alta, uma vez que 85% dos entrevistados gostariam que todas as empresas e lojas aceitassem essa forma de pagamento, e (63%) dos consumidores fazem compras usando pagamentos digitais em aplicativos ou sites por meio de seus celulares.



Os pagamentos com cartões de crédito e débito são mais seguros do que dinheiro para 64% dos entrevistados porque apresentam opção contra furto e fraude.

"Apesar de os entrevistados terem boa idéia da importância de proteger seus dados pessoais e de realizar transações on-line seguras, eles mantêm hábitos de risco, como não mudar a senha ou consultar informações confidenciais on-line em locais públicos", aponta Valério Murta, vice-presidente de Produtos e Soluções Brasil e Cone Sul da Mastercard.

"As novas tecnologias (cartões com chip e sem contato, por biometria, impressões digitais e reconhecimento de voz, etc.) são amplamente aceitas pelos consumidores e essas tecnologias ajudarão com certeza a combater os perigos detectados de forma proativa", acrescenta.

Fica a dica !

Deixe seus comentários abaixo por favor !

Este conteúdo foi recomendado especialmente para você !

Aproveite e dê uma olhada nos 5 artigos mais lidos no site !