Textual description of firstImageUrl

Comporte-se bem online se puder


A Kaspersky Lab apontou 7 comportamentos online que uma pessoa conectada a internet precisa urgentemente parar de fazer.


A internet no início não era um local muito agradável. Para se conectar era preciso uma tecnologia avançada como modems com linhas discadas e instáveis. Nessa época ninguém se preocupava com o comportamento no que diz respeito a segurança.
comporte-se-bem-online
No entanto, hoje vivemos num mundo Wireless e no mundo das mídias sociais, no qual a conexão é tão fácil que até crianças podem navegar pela rede em um tablet ou smartphone.

Pode-se comprar, vender, realizar transações bancárias, trabalhar e socializar online. Contudo, o ecossistema está repleto de criminosos a espreita de uma oportunidade.

"7 comportamentos que você deve banir de você mesmo online"


1 - Jamais Confiar demasiadamente em Wi-Fi público ou aberto:
As redes Wireless de uma maneira geral representam risco, começando com a confiança depositada na legitimidade dela.

Por exemplo, criminosos podem criar um ponto de acesso Wi-Fi e nomeá-lo de maneira plausível, como “Wi-Fi aberto McDonalds” ou “Hotel Guest 3”.


Utilize as redes suspeitas da maneira mais segura: evite acessar os sites que requeiram inserção de informações de login e não faça nenhuma transação financeira. Nada de banco ou compras. Se possível, utilize uma VPN.

2 - Escolher senhas simples:
Os nomes de animais de estimação, aniversários, nomes de familiares e coisas do gênero caracterizam as piores senhas possíveis. No lugar disso, tente utilizar as opções difíceis de adivinhar e use o password checker da Kaspersky Lab como ferramenta para verificar se a senha escolhida é segura.


3 - Reutilizar as senhas:
Se você finalmente achou uma senha incrível, forte como um touro, fácil de lembrar, difícil de descobrir. Adivinhe: não para por aí.

O usuário vai precisar de mais senhas, porque mesmo que diminua a chance de um hacker adivinhar sua senha, a possibilidade de suas informações serem comprometidas em um hack de base de dados ainda existe; por isso, não use a mesma senha para todos os seus cadastros.

4 - Clicar em links recebidos por e-mail:
Quem imaginou que enviar links por e-mails era uma boa ideia ? Bem, muita gente, incluindo cibercriminosos. Clicar em um link de spam ou phishing pode levá-lo automaticamente a um site que baixará malware para seu computador ou que pode até parecer familiar, mas roubará a sua senha.

Também não clique em links que servem apenas para atrair likes, como posts com mensagens como “curta e compartilhe para ganhar um smartphone !”. No melhor dos casos você não ganhará nada, mas é possível que esteja ajudando criminosos a validarem suas práticas.

5 - Fornecer informações de login a qualquer um:
Erro clássico. A única forma de ter certeza de que ninguém mal-intencionado possa ter as suas informações é mantê-las para si mesmo.

6 - Avisar a internet inteira que vai viajar:
- Olha eu na praia por duas semanas !!!
- Olha só isso: Eu Indo para o México agora !!!
- Show de bola esse café da manhã !!!


Mantenha essas informações apenas entre os amigos confiáveis, mantenha tudo longe da nuvem, especialmente das redes sociais como o Facebook e Instagram.

7 - Aceitar as configurações de privacidade padrão das redes sociais:
Isso não dá, as mídias sociais fornecem opções de controle sobre o volume de informações que você transmite para o público, para suas conexões, para terceiros e entre outros.


Mas, se você investigar melhor, descobrirá que essas configurações podem mudar (como o Facebook) com certa frequência. Antes de registrar a nova conta, tire cinco minutos para dar uma boa olhada nas suas configurações de privacidade.


Para contas já existentes, deixe de lado alguns minutos para confirmar se está compartilhando as informações apenas com quem quer.

Conclusão:
Então, antes de postar algo para os seus amigos no Facebook, seus seguidores no Twitter, suas conexões no LinkedIn ou seja lá para quem mais queira transmitir, pense um pouco, só para ter certeza de que não está enviando a estranhos informações que possam ajudá-los a se passar por você ou prejudicá-lo de alguma forma.

Gostou deste artigo ? Comente, curta e compartilhe !

Aproveite e dê uma olhada nos 10 artigos mais lidos no site !