Textual description of firstImageUrl

Tchau Linux não queremos mais você aqui


A cidade de Munique na Alemanha vai abandonar o Linux e usar o Windows 10 como padrão total.


Recentemente foi aprovado pelo comitê de autoridade administrativa e de pessoal do Município de Munique, que seria adotado o Windows 10 como sua plataforma total de computadores e abandonar de vez e para sempre o Linux.
tchau-linux-nao-queremos-mais-voce-aqui
A cerca de 10 anos atrás a cidade de Munique decidiu trocar o sistema operacional Windows por uma distribuição Linux chamada de LiMux.

Na época da migração de plataforma, o principal motivo era poder libertar o município de custos de licenciamento de software, passando assim a adotar soluções open source que baixariam as despesas totais no que tange respeito a software.

Na época a cidade de Munique na Alemanha foi notícia em escala mundial por ter trocado o Windows pelo Linux. Mas não foi tudo lindo e belo como vamos ver !

De acordo com cálculos efetuados na época da migração, a cidade alemã iria poupar por volta de 11,6 milhões de euros. Só que não !!!

A migração do Windows 2000 para Linux e OpenOffice custou naquela altura cerca de 23 milhões de euros, um valor interessante comparado a um plano de mudança para Windows e Office que na altura rondaria os 34 milhões de euros, porém a longo prazo o custo seria diluído facilmente. Em minha opinião é claro.

Depois deles pensarem que o Linux e os aplicativos open source iriam trazer N benefícios aos serviços digitais da cidade de Munique, a verdade é que tudo aconteceu um pouco ao contrário. Como era de se esperar !

Durante todo o processo de migração e adoção da nova plataforma Linux começaram a aparecer várias barreiras e pormenores que não foram estudados ou previstos anteriormente.

Um bom exemplo desses pormenores foram os servidores de e-mail que acabaram mesmo na época em questão voltar a ser o Microsoft Exchange Server. Que coisa não é ?

Aproveite e leia: Computador Desktop vs Servidor, qual utilizar ?

A coisa foi ficando mais feia com o passar dos anos, e em fevereiro deste ano a cidade de Munique deu seus primeiros sinais de que iria terminar o processo de migração para Linux e voltar a utilizar o Windows como sistema operacional dos seus computadores e de seus servidores.

Para se ter uma ideia desta confusão toda gerada pela adoção do Linux como plataforma padrão, cerca da metade dos 800 programas necessários aos órgão da cidade de Munique não funcionavam em Linux, e não tinham semelhantes para contornar o problema.

A cidade até que tentou muito, basta ver o tempo de uso que o Linux ficou sendo usado, mas a verdade é que a poupança não foi muito significativa pois existiam muitos outros gastos extra.

Eu uso Linux também, e tudo bem que se pode instalar aplicativos Windows usando o Wine, mas acho que quando você migra para Linux como sistema operacional padrão, você quer usar softwares  Linux escritos para Linux não é ? Outra idéia seria migrar tudo para nuvem, mas imagine o custo de migração para nuvem ? Acredito também que esta não seria a melhor opção. Em todo o caso só avaliando bastante a situação.


A cidade de Munique avaliou que as despesas com migração, desenvolvimento de softwares, melhorias de drivers, contratos de manutenção, problemas de compatibilidade e outras despesas acabaram possuindo um valor maior do que a manutenção continuidade dos contratos com Windows.

No dia 23 de novembro deve ser anunciado o custo da migração total para Windows, no entanto atualmente 43% dos 30 mil usuários já utilizam computadores com Windows.

Espera-se que em 2020 todas as máquinas estejam migradas para Windows 10. Haja trabalho !

Gostou do artigo ? Comente, curta e compartilhe !

Aproveite e dê uma olhada nos 10 artigos mais lidos no site !