Textual description of firstImageUrl

Interpol junto com Kaspersky Lab


A Kaspersky Lab reforçou seu compromisso de colaboração internacional contra o cibercrime por meio do compartilhamento de informações com a Interpol.


Os especialistas da Kaspersky Lab têm colaborado ativamente com a Interpol compartilhando novas informações sobre ataques cibernéticos e ciberameaças.
interpol-junto-com-kaspersky-lab
Como por exemplo, o que aconteceu na operação que identificou cerca de 9.000 servidores tipo Botnet C2 e centenas de sites comprometidos, isso inclui portais do governo em todo o mundo, inclusive aqui no Brasil.

Tendo este acordo de cooperação em vista, os investigadores conseguem testar e melhorar as  ferramentas open-source, como é o caso da Ferramenta Bitscout, que proporciona uma análise mais apurada, fácil e rápida de ciberameaças.

Desta forma, equipes policiais conseguem descobrir rapidamente pistas deixadas pelos cibercriminosos após um ciberataque.

Com o fortalecimento desta relação entre Interpol e Kaspersky, este acordo passa a formalizar o intercâmbio de dados para respaldo da polícia internacional nesses tipos de investigações.

A intenção é que a Kaspersky compartilhe suas informações sobre pesquisa de ameaças virtuais afim de propiciar mais ajuda na perícia digital para bloquear totalmente criminosos virtuais.

Segundo a Kaspersky seus especialistas são líderes nos campos de cibersegurança e investigação cibernética, na maioria das vezes somos os únicos capazes de detectar algum tipo de infecção específica no momento em que ela acontece.

Ao reforçarmos nossa relação com a Interpol, esperamos conseguir apoiar, de várias formas as forças policiais através da troca de informações complementares relativas a situações específicas de cibercrimes nos respectivos países.

Por sua vez, Noboru Nakatani, Diretor Executivo da Interpol Global explica que o novo acordo da Interpol com a Kaspersky Lab é um passo fundamentalmente importante no contínuo esforço para garantir que equipes policiais de todo o mundo tenham acesso a informações necessárias a combater cibercrimes.

É, a coisa tá ficando mais feia ainda !

Fonte deste Artigo: Kaspersky Lab

Gostou do artigo ? Comente, curta e compartilhe !

Aproveite e dê uma olhada nos 10 artigos mais lidos no site !