Textual description of firstImageUrl

Conhece o comando ping ?


A melhor e mais fácil maneira de interpretar os dados que trafegam nas conexões de rede local ou internet.


Os sistemas operacionais Windows e Linux possuem embutido alguns programas que são usados em linha de comandos, digo em um prompt de comandos.
conhece-o-comando-ping
Estes programas são úteis em uma variedade de situações onde queremos uma certa agilidade ou simplicidade para testarmos ou executarmos algum tipo de ação.

Um destes comandos embutidos no Windows e Linux é o comando ping que serve para verificar dados que trafegam em sua rede local ou internet ou apenas testar a comunicação entre dois pontos de rede - simples e direto ao ponto !

Afinal, para que serve o comando ping ?

Bem, com ele podemos verificar por exemplo se um domínio está no ar, se um computador ou dispositivo que possua um endereço IP estão online ou offline.

endereco-ip

Um número (endereço) IP é o que identifica seu computador em uma rede de computadores.

Eu preparei este pequeno guia (sem entrar em detalhes profundos) para você que já usa o comando PING e sabe observar os valores de Download e Upload mas ainda tem algumas dúvidas sobre estas denotações.

Aqui neste pequeno guia também exemplifico alguns resultados que podem surgir em testes de velocidade de conexão com a internet por exemplo.

Como podemos utilizar o comando ping ?

COMANDO PING:
O Comando Ping na verdade se refere a uma sigla que é Packet Internet Network Grouper, ou em português: Agrupador de Pacotes da Internet.

O Ping serve para medir o tempo que um dispositivo envia e recebe dados de um dispositivo ou computador conectado a alguma rede.

O comando Ping é importante para você poder evoluir ou extrair mais informações da conexão a outros pontos de rede remotos.

#Dica: Entenda e decore que quanto menor for o ping, melhor será sua conexão.

Observação - 2 Formas de dar um Ping em um Endereço IP:

O Comando Ping "destino" /4 - força o uso do endereçamento IPv4, porém é usado apenas em conjunção com endereços, não números IP´s; exemplo: “ping /4 www.microsoft.com” retornará o endereço IPv4 do hostname.

Em contrapartida, se você usar Ping "destino" /6 - forçará o uso do endereçamento IPv6, porém é usado apenas em conjunção com endereços, não números IP´s; exemplo: “ping /6 www.microsoft.com” retornará o endereço IPv6 do hostname.

Quando se usa este comando em conjunto com outros comandos ou através de algum programa com interface gráfica, você poderá encontrar informações como Jitter, MBPS, Taxa de Download e Taxa de Upload que são medidas necessárias ao funcionamento de qualquer rede.

Continue lendo para entender !

Muitos ataques de negação de serviços (DDOS) se originam através de comandos PING, leia o artigo 7 ferramentas para efetuar ataque DDOS e você verá semelhanças com este comando.

Leia também: Como defender sua rede de 5 ataques cibernéticos !

Um exemplo deste comando para propósitos não recomendados de ataques de negação de serviços (DDOS) é usar "Ping destino /t /l 65527" o comando continuará sendo executado infinitamente até ser interrompido manualmente através de CTRL+Break ou apenas CTRL+C.

No comando acima a opção /t diz ao ping para ser executado continuamente, e a opção /l 32 a 65527 informa ao ping o tamanho do echo a ser enviado ao alvo que varia entre 32 a 65527 bytes.

Espero que você tenha cuidado com este comando. Já pensou ser tachado de hacker do mau ?

O que mais nos mostra o comando PING ?

VARIAÇÃO JITTER:
Imagine que todos os dias você percorre um determinado caminho de ida e volta para o trabalho, normal que alguns dias este caminho esteja mais livre ou mais denso, tornando assim sua ida e vinda mais demorada.

O jitter uma variação estatística do envio e resposta na entrega de dados em uma rede.

Se você pensar no tráfego de dados de sua rede seja ela LAN ou WAN como o caminho que você percorre todos os dias ao trabalho, quando sua rede ou conexão estiver lenta pode estar sofrendo o efeito do JITTER, ou seja: seu PING pode demorar mais para ir e/ou voltar.

#Dica: Entenda e decore que quanto menor for o jitter, melhor será sua conexão.

QUANTIDADE de MBPS:
Olha só: A sigla que surge para nós após uma medição de velocidade de conexão é a sigla MBPS = Megabits Per Sconds.

Eu acho que é muito importante entender a diferença de megabits e megabytes.

Eu tinha escrito um artigo aqui no site demonstrando que 1 byte é a formação ou junção de 8 bits.

E é exatamente por isso que muitas operadoras de internet acabam por confundir ocasionalmente essas nomenclaturas ao utilizar apenas o termo Mega sem especificar se são Megabits ou Megabytes.

Então, se você não souber ou não estiver atento, poderá acabar contratando megabits de menos.

Neste artigo eu demonstro como você deverá verificar sua franquia de internet !


TAXA de DOWNLOAD:
Este tipo de dados fornece a informação sobre quanto você conseguirá baixar dados de um servidor para o seu computador ou dispositivo.

Quero que você preste atenção e entenda que na maioria de suas ações online, você está fazendo o download de dados, e por isso, esta velocidade chamada de Download interfere no carregamento de páginas e também quando você assiste vídeos online da Netflix ou Youtube.

#Dica: Quanto maior os números da Taxa de Download, melhor e mais rápida será sua conexão.

TAXA de UPLOAD:
Repare bem que taxa de upload, significa enviar dados e não receber dados como o download. Exemplos são o tempo que seu computador pode demorar enviando dados.

Em outras palavras ou exemplo: enviar um e-mail, mandar um Whatsapp com áudio e/ou vídeo, participar de um vídeo chat online, etc...

#Dica: Quanto maior o número da taxa de Upload melhor e mais rápida será sua conexão.

Conclusão:
Eu acho que com estas dicas destes dois artigos, você conseguirá identificar se sua conexão está boa com a internet, e também se os computadores de sua rede podem comunicar-se perfeitamente e com velocidades aceitáveis entre eles.

Gostou do artigo ? Comente, curta e compartilhe !

Este conteúdo foi recomendado especialmente para você !

Aproveite e dê uma olhada nos 5 artigos mais lidos no site !