Textual description of firstImageUrl

Partições MBR vs GPT qual é a melhor ?


Qual tipo de partição é melhor, GPT ou MBR ? Qual tipo devo escolher ?


Windows 10 com UEFI se tornou corriqueiro, com isso veio uma dúvida comum a alguns técnicos e entusiastas: Qual o melhor tipo de particionamento usar: GPT ou MBR ?
particoes-mbr-vs-gpt-qual-e-melhorVamos tentar determinar qual estilo de partição devemos usar no Windows 10. Você decide ao final !

No Windows 10 nós podemos utilizar dois tipos de de partição, a antiga e ainda usável MBR Registro Mestre de Inicialização, ou a nova Tabela de Partição de Arquivos GUID GPT.

O que uma partição MBR ou GPT faz ?

Bem, explicando de modo bem simples, ela descreve como os dados são armazenados em uma unidade, seus limites de início e fim, incluindo instruções para tornar esta partição inicializável.

Os modos MBR e GPT são na verdade dois estilos bem diferentes para particionarmos uma unidade, sendo que o MBR é o estilo mais antigo, mas ainda é compatível com vários SO´s.

Porém, (sempre tem um porém não é ?) o MBR Registro Mestre de Inicialização tem algumas limitações como por exemplo: suportar drives de no máximo até 2 TB 😔.

De outra forma, nós temos o GPT (Tabela de Partição GUID) que é um novo padrão que supera as limitações do MBR, e ainda por cima inclui suporte a drivers maiores, e o mais importante: número ilimitado de partições.

Além disso, a GPT tem outras vantagens que incluem a verificação de integridade de dados, auto-recuperação de falhas, e dados de partição e de inicialização armazenados em vários locais dentro do drive.

Se você estiver executando uma versão de 64 bits do Windows 10, Windows 8.1, ou Windows 7 em um dispositivo usando o firmware UEFI (Unified Extensible Firmware Interface), recomendo usar o padrão GPT.

No entanto, se você precisa utilizar um sistema de particionamento com outros sistemas operacionais, o esquema MBR seria a melhor opção.

Como determinar o padrão de partição que estou usando ?

Você vai precisar utilizar o utilitário Gerenciamento de Disco para saber o padrão de partição que um determinado disco está usando (particionado) no Windows 10.

Acredito que você saiba usar o utilitário Gerenciamento de Disco, por isso vou direto ao ponto.

😎Observação:

O utilitário Gerenciamento de Disco devia ser renomeado pela Microsoft para utilitário Gerenciador de Drives, ou Gerenciador de Partições - pois com a entrada dos SSD´s no mercado, o nome disco não se adequa muito. Fica a dica para a Microsoft.

Como descobrir o tipo de partição estou usando ?

Para saber qual tipo de partição você está usando, abra o Gerenciamento de disco e siga os passos abaixo:
  1. clique com o botão direito do mouse no Drive (não na partição) - imagem abaixo. 
  2. selecione a opção Propriedades.
  3. clique na guia Volumes.
  4. verifique o campo "Estilo de partição", o campo informará a você se o drive está particionado usando MBR (Master Boot Record) ou GPT (GUID Partition Table) - imagem abaixo.
Pronto, você já sabe qual estilo de partição o drive está usando.

utilitario-gerenciamento-de-disco-windows10

Como descobrir o estilo de partição por linha de comandos ?

Se quiser descobrir qual tipo de partição você está usando através de comandos, use o DISKPART. Basta digitar na linha de comandos (prompt) os seguintes comandos:
  1. Diskpart - tecle enter.
  2. List disk - tecle enter.
Se seu drive ou unidade estiver usando o padrão de partição GPT , você verá um caractere de asterisco (*) na coluna "GPT" - Imagem abaixo, porém se você não visualizar um asterisco (*), a unidade está usando o esquema de partição MBR . Simples assim.

diskpart-mbr-ou-gpt

Qual a diferença entre GPT e MBR ?

Você só pode ter um máximo de 4 partições primárias MBR, claro que dá pra contornar isso dividindo o drive em até 3 partições primárias e 1 partição estendida.

Com a partição estendida MBR você poderá dividir esta partição em várias partições lógicas com sua própria letra de unidade. O limite máximo por partição é de 2TB.

No padrão MBR toda a informação é guardada em apenas um local, então se o drive corromper, você perde tudo. 😥

Já o padrão GPT, suporta partições de até 256TB, e no máximo 128 partições primárias (você pode criar partições estendidas).

O GPT possui também uma melhor estrutura de partições, mecanismos para detecção de corrompimento de dados, e a probabilidade de recuperação de dados em setores defeituosos.

Lembrando que o GPT só funciona com sistemas 64bits.

mbr-x-gpt-explicando
😎Observação II:

Se por um caso você converter uma partição ou unidade inteira (com Windows instalado) de MBR para GPT, após reinicializar terá a famosa tela azul da morte, então você deverá ir até a bios e habilitar o modo UEFI .

Conclusão:

Bem, se você leu até aqui, acho que você já tomou sua decisão. Que tal comentar, curtir e compartilhar por favor !

📨Cadastre-se para receber nossos artigos sobre TI !

O Gestor Técnico fornece acesso gratuito a todos os seus artigos, acreditamos que nós fornecemos valor ao leitor criando conteúdo especializado para profissionais, porém, se você precisa de suporte técnico personalizado para sua empresa, fala com a gente.

Este conteúdo foi recomendado especialmente para você !

Aproveite e dê uma olhada nos 5 artigos mais lidos no site !