Textual description of firstImageUrl

Instalar o Windows em partição GPT ou MBR ?


Qual o melhor estilo de partição que devo escolher ? Partição MBR, ou partição GPT ?


Quando você instala o Windows em computadores baseados em UEFI (novo formato de BIOS) usando o instalador padrão do Windows, seu estilo de partição deve ser configurado de acordo a oferecer suporte ao modo UEFI, ou modo de compatibilidade herdado do BIOS CSM (compatibility support module).

instalar-windows-em-particao-gpt-ou-mbr

Isto tudo por que o padrão de partições MBR ficou obsoleto nos computadores atuais, não suportando diversos recursos que o padrão UEFI trouxe.

Os problemas com particionamento acontecem quando você está instalando o Windows, podendo acontecer de você receber uma mensagem de erro como:

"O Windows não pode ser instalado neste disco/partição,
o disco selecionado não é uma partição GPT".

Na verdade isto não chega a ser um erro de fato, isso acontece porque o seu computador foi inicializado no novo formato de BIOS UEFI/GPT, porém, seu disco rígido ainda não foi, ou não está particionado no modo UEFI/GPT, e sim no modo antigo BIOS/MBR.

Como resolver o problema da configuração de partição MBR ou GPT ?

Bem, para resolver o problema da configuração de partição MBR ou GPT, você terá de reiniciar seu pc em modo de compatibilidade de BIOS herdado que é compatível com MBR.

Apenas desta forma você conseguirá manter o estilo de partição existente, mesmo assim mantenha um backup sempre.

Continue lendo para você entender alguns detalhes deste padrão.

Posso aproveitar o Windows instalado na partição MBR sem ter de reformatar o pc ?

Com as ferramentas embutidas do Windows não, você terá de utilizar softwares de terceiros para não ter de reformatar o disco para o particionamento GPT, mesmo assim é arriscado.

Tenha um backup de tudo !

Utilizando o formato GPT você utilizará recursos de firmware UEFI do PC que são melhores que o antigo BIOS.

👀Observação:

Se quiser preservar seu Windows sem reformatar, terá que utilizar software de terceiros para converter a unidade para o formato GPT. O Windows não possui nenhuma ferramenta embutida no sistema para converter sua partição de boot para o modo GPT sem reformatar.

Mas porque você deveria converter seu drive para aceitar o modo UEFI/GPT ?

Entenda que todos os PCs mais recentes incluem a capacidade de usar a versão UEFI do BIOS, isto acelera o tempo de inicialização e desligamento do Windows, além de fornecer vantagens adicionais de segurança do sistema.

Como instalar o Windows no modo GPT ?

Para instalar seu windows em modo GPT, você precisará dar boot no seu PC já no modo UEFI, tudo que você precisa é um pendrive que esteja formatado usando o formato de disco GPT/UEFI para ter compatibilidade.

Atualmente vários computadores estão prontos para usar o modo UEFI, porém incluem um módulo de suporte de compatibilidade (CSM), que você poderá utilizar caso necessite por algum motivo usar a versão herdada do BIOS.







Uma pausa aqui: lembre-se que a BIOS foi desenvolvida em meados dos anos 70 (1970) para fornecer compatibilidade a uma variedade enorme de dispositivos, porém seu formato menos seguro que é o MBR (Master Boot Record) ainda em uso em alguns dispositivos, foi descontinuado.

Qual o tamaho máximo de uma partição ou disco no formato MBR ?

Acontece que ao utilizar o formato de partição MBR, o mesmo não oferece suporte a drives com de mais de 2TB.

Ainda há um outro problema ao utilizar o formato MBR: a limitação de se possuir no máximo até quatro partições.

Já o formato de partição GPT permite configurar unidades maiores que 4 terabytes (TB), além de permitir a você facilmente configurar tantas partições quanto você necessite.

Como limpar e converter a unidade usando a instalação do Windows ?

Você precisa ter um pendrive ou dvd de boot em mãos para efetuar a operação de reformatar seu computador.

Quando você iniciar a instalação de seu sistema operacional que foi configurado em modo UEFI, o instalador do Windows automaticamente detectará o modo UEFI.

Quando você for particionar (ou não) sua unidade de sistema, o windows automaticamente particiona e formata em GPT, seguindo com a instalação do sistema.

Como converter o drive em GPT manualmente usando o Diskpart ?

  1. Dê um boot em seu pc com um pendrive ou dvd de instalação do Windows, com seu sistema configurado em UEFI.
  2. Quando você estiver com a tela de instalação do Windows, pressione Shift + F10 para abrir uma janela de prompt de comando.
  3. Abra a ferramenta diskpart digitando: diskpart
  4. Identifique a unidade que você quer reformatar digitando: list disk
  5. Selecione a unidade para reformatar digitando: select disk "x" (onde x é o número que identifica a unidade a formatar)
  6. Digite: clean
  7. Digite: convert gpt
  8. Digite: exit
  9. Feche a janela do prompt de comando.
  10. Prossiga com a instalação do Windows.
Ao escolher o tipo de instalação que quer fazer, selecione instalação personalizada, desta forma a unidade irá aparecer como uma única área de espaço não alocado.

Selecione o espaço não alocado para instalar o windows e clique em seguinte ou continuar.

Na figura abaixo vemos uma configuração padrão de uma partição GPT com ferramentas do Ambiente de Recuperação do Windows (Windows RE Tools), uma partição de sistema (System), uma partição MSR (Partição Reservada pelo Sistema), e uma partição do Windows.

configuracao-drive-gpt-padrao
A Microsoft recomenda que você faça uma configuração padrão GPT que inclua uma partição do Ambiente de Recuperação do Windows (Windows RE Tools), uma partição do sistema (System), uma partição MSR (Reservada pelo Sistema), uma partição do Windows (Windows) e uma partição de imagem de recuperação do sistema (Recovery Image), vide a figura abaixo.

configuracao-drive-gpt-microsoft
Geralmente o Windows cria estas partições automaticamente, então você não deve se preocupar com a criação delas durante a instalação.

Agora, se você quiser efetuar passo-a-passo manualmente para ter certeza que as partições foram criadas, você pode vistar esta página da Microsoft com maiores informações.

Conclusão:

Eu geralmente particiono meu drive em duas partes: uma partição Windows deixando o Windows criar as partições de sistema automaticamente, e na outra partição eu armazeno meus arquivos pessoais e downloads (no Linux também faço assim). Após o sistema estar instalado e configurado, eu gero uma imagem da partição de sistema, então caso eu tenha algum problema eu restauro essa imagem completa do sistema caso precise. E você como faz ?

💌 Cadastre-se para receber nossos artigos !

O Gestor Técnico fornece acesso gratuito a todos os seus artigos, acreditamos que nós fornecemos valor ao leitor criando conteúdo especializado para profissionais, porém, se você precisa de suporte técnico personalizado para sua empresa, fala com a gente.

Este conteúdo foi recomendado especialmente para você !